Carta aberta aos Vereadores e ao Prefeito de Londrina

A promulgação da Lei do Município de Londrina que institui o “Dia do Nascituro” merece expressão de gratidão por parte de toda a sociedade, posto que seu alicerce repousa na proteção dos seres humanos na fase de maior vulnerabilidade.

A Casa Pró-Vida Mãe Imaculada, associação defensora da vida desde o surgimento no ventre materno e promotora do Evangelho da Vida, registra seu apoio à iniciativa do Legislativo Londrinense, digna de louvor pela fidelidade à defesa da vida, direito absoluto resguardado desde a Constituição da República até o ordenamento externo, como no artigo 6º do Tratado Internacional de Direitos Civis e Políticos que tem o Brasil como signatário, no qual “Todo ser humano tem direito à vida. Este direito deve ser protegido pela lei. Ninguém pode ser arbitrariamente privado de sua vida.”.

O ato aprovado pelo Legislativo fez cumprir a máxima trazida pelo Papa Emérito Bento XVI na Encíclica Deus Catiras Est (item 28, letra a, in fine), ao passo que “a sociedade justa deve ser realizada pela política”.

Finalmente, primaram pela verdade ao defenderem a vida desde seu surgimento na fecundação, “verdade que é luz e dá sentido e valor à caridade” (Encíclica Caritas in Veritate, item 3, Papa Emérito Bento XVI).

Caridade que é amor e a justiça necessita do amor, pois “quem quer se desfazer do amor, prepara-se para se desfazer do homem como homem” (Encíclica Deus Catiras Est, item 28, letra b, Papa Emérito Bento XVI).

Em remate, a expressão de alegria e união com os promotores da justiça e da caridade na vida humana. A Casa Pró-Vida Mãe Imaculada congratula aos Vereadores e ao Prefeito daquela cidade, que, nesta ação defenderam a vida publicamente, dando assim testemunho de honrarem o cargo que ocupam, pois servem ao bem comum.

Casa Pró-Vida Mãe Imaculada

Deixe seu comentário

*