Resgatando o Dia dos Namorados

0 Comentário
309 Visualizações

Uma Mensagem de Christopher West

Uma vez ouvi dizer que no Dia dos Namorados ocorre mais “prostituição consentida” do que qualquer outra data do ano. Isso em referência à idéia de que, nesta data que leva a insegurança, casais em todo o mundo, basicamente, se presenteiam com chocolates, jantares românticos, diamantes, e outros presentes em troca de sexo. Homens e mulheres, ao que parece, farão de tudo para se livrarem da solidão que se arrasta quando as músicas românticas e os muitos corações vermelhos substituem a decoração. Parece que todos nós nos perguntamos às vezes “Será que alguém me ama de verdade ou eu tenho que comprar a atenção dele/a com alguma coisa?

Isso faz com que Dia dos Namorados seja um evento anual pronto para a redenção, pronto para a Teologia do Corpo de João Paulo II.

O fato de termos reservado um dia do ano para celebrarmos exclusivamente o amor romântico mostra a importância que damos a ele, e com razão. O amor entre um homem e uma mulher é o que faz o mundo girar. Quando o amor entre um homem e uma mulher acaba, também acaba a própria raça humana. E é precisamente por ser tão importante, tão valioso, que isso se tornou tão terrivelmente distorcido pelo inimigo. O diabo não é criativo. Ele não pode criar seu próprio universo paralelo com tão somente o mal bruto. Tudo o que ele pode fazer é tomar o que Deus criou para ser verdadeiro, bom e belo e retorcê-lo, distorcê-lo. Isso significa que por detrás de cada tentação que o pai da mentira usa para nos levar para longe de Deus, vamos encontrar algo que Deus criou para nos conduzir a Ele. E por detrás de cada desejo distorcido em nosso próprio coração que nos engana e afasta de Deus, podemos descobrir uma aspiração vinda de Deus que nos levará até Ele.

Então, o Dia dos Namorados pode se tornar, se permitirmos, uma oportunidade para celebrar o amor que ansiamos, o amor de Cristo pela Igreja, do qual o amor entre um homem e uma mulher é apenas uma mera sombra. Não precisamos nos prostituir para saber que somos amados. Não precisamos gastar dinheiro. Nós mesmos fomos comprados por um alto preço. Obrigado, Senhor Jesus.

Apenas um pensamento – neste Dia dos Namorados, compartilhe o que você aprendeu sobre a Teologia do Corpo de João Paulo II com alguém que precisa ouvir.

Muitas bênçãos,
Christopher West

Tradução: Tathiane Locatelli
Twitter: @tathilocatelli

 


IMPORTÂNCIA DO VOTO CONSCIENTE

Em 2005, antes do concílio em que ele seria eleito...

MINISTÉRIO DA SAÚDE E ABORTO: NOVA PORTARIA

Noticiamos, com alegria, a Portaria 2282, publicada em 28 de...

Deixe seu comentário