As sequelas psíquicas do aborto

0 Comentário
69 Visualizações

Estamos no mês das mamães! São elas, as mães, que aceitam generosamente carregar seus filhos em seus ventres por longas semanas para que as crianças possam nascer saudáveis e fortes! A elas devemos todo nosso respeito e admiração. Esta não é, entretanto, regra universal. Há mulheres que, infelizmente, tratam seus filhos como inimigos e “inquilinos indesejáveis” de seus ventres, tratando essa vida nova como um tumor que deve ser retirado às pressas de seu corpo, antes que se torne grande demais e tome conta de sua vida. As sequelas desse horror não poderiam ser amenas, elas marcam física, espiritual e psiquicamente. E são essas últimas que abordaremos aqui.

É justamente por nos preocuparmos também com as mulheres que lutamos contra o aborto. A vida delas é dilacerada por uma prática vendida como “livramento”, “escolha responsável”, dentre tantas outras mentiras carregadas de eufemismos e ilusões materialistas.

A exigência de suporte psicológico para as mulheres que realizam o aborto não é à toa. Os transtornos aparecem rapidamente: 44% apresentam transtornos nervosos, 36% apresentam alterações do sono, 31% das mulheres arrependem-se da decisão e 11% tomavam remédios psicotrópicos prescritos [1].

Muitas mulheres, no entanto, recusam-se a fazer qualquer tipo de tratamento psiquiátrico. Esse comportamento pode ser visto como um mecanismo psicológico de defesa, como uma auto-repressão, e que nasce da angústia de não aceitar o ato cometido [2].

É comum as mulheres apresentarem estresse pós-traumático após o aborto, como a angústia, medo, impotência e desequilíbrio, ainda mais se o trauma é acompanhado de lesões físicas, violação sexual e morte violenta [3].

O processo de aceitação interior e assimilação do aborto é sempre traumático, especialmente quando a mulher é coagida a realizar essa prática. Ainda que o aborto seja provocado devido a um abuso sexual, a possibilidade de trauma não é excluída. O sentimento de culpa é presente em todos os casos, conscientemente ou não [4].

São diversos os estudos que apontam para as graves sequelas psíquicas que permanecem nas mulheres após a realização do aborto [5]. Os três sintomas mais comuns são:

— Hiper-exitação: isso se refere a ataques de ansiedade, irritabilidade, explosões de ira, conduta agressiva, dificuldade para concentra-se, hiper-vigilância, dificuldade para ajustar o sono.

— Intrusão: que consiste em reviver o fato traumático involuntária e inesperadamente, seguido de pensamentos sobre a criança abortada e flasbacks da experiência abortiva.

— Constrição: que consiste em paralisar os recursos emocionais ou desenvolver comportamentos que tendem a evitar os estímulos associados ao trauma.

E outras tantas, como:

— como disfunção sexual

— tentativas de suicídio

— Hábito de fumar adquirido ou reforçado

— Abuso do álcool

— Uso de drogas

— Desordens alimentares

— Abandono ou descuido dos filhos em casos em que a mulher já era mãe antes do aborto

— Divórcios e problemas crônicos de relação;

Todas as fontes utilizadas podem ser verificadas no artigo base para esta publicação:

FAITANIN, paulo. As sequelas psíquicas do aborto! AQUINATE, n°6, (2008), p. 429-434.

http://www.aquinate.com.br/wp-content/uploads/2016/11/06-sequelas-aborto.pdf

1.[Ashton,They Psychosocial Outcome of Induced Abortion, British Journal of ObÍ., 87 (1980), pp. 1115-1122].
2.[Kent,etalii, “Bereavement in Post-Abortive Women: A Clinical Report”, World Journal of Psychosynthesis (Autumn-Winter 1981), vol.13,nos.3-4].
3.[Catherine Barnard, The Long-Term Psychologica lEfects of Abortion, Portsmouth, N.H.: Institute for Pregnancy Loss, 1990].
4.Francke, The Ambivalence of Abortion. New York: Random House, 1978, pp. 84-95].
5.[Zakus, “Adolescent Abortion Option”, Social Workin Health Care, 12(4), (1987), p.87; Makhorn, “Sexual Assault & Pregnancy”, New Perspective son Human Abortion, Mall & Watts, eds., Washington,D.C.: University Publications of America, 1981]


SUPREMA CORTE AMERICANA REVOGA DECISÃO QUE PERMITIA O 4B0RT0 NO PAÍS

A Suprema Corte dos Estados Unidos decidiu no dia 24/06/2022...

NUCLEO ESTUDO E FORMAÇÃO - NOTICIAS ATUAIS

NOTICIAS ATUAIS

Ativistas pró @b0rt0 incendeiam centro de acolhida a gestantes e...

Deixe seu comentário