ASSEMBLEIA DOS SANTOS INOCENTES

0 Comentário
187 Visualizações

Nossa Senhora com um terno olhar, como de hábito, olha para uma reunião muito interessante que estava ocorrendo no Céu. Era o que poderia ser chamado de Assembleia dos Santos Inocentes, ou seja, das almas daqueles pequenos inocentes que tiveram sua vida abreviada de forma precoce na terra. A reunião fora organizada por um motivo especial: o número crescente de pequeninos que estavam morrendo de causas não naturais, por ações hediondas, muitas vezes liberadas por leis humanas. Os santos Francisco e Jacinta, que viveram em Fátima, Portugal, e tiveram o privilégio de conhecer Nossa Senhora ainda em vida aqui na terra, foram convidados para organizarem e coordenarem a reunião.

Foram iniciados os trabalhos com o tema aborto, algo que está ferindo de forma tão grave o coração de Jesus. Uma primeira questão levantada foi a recente revelação feita através de uma entrevista aqui no mundo, mas que obviamente já era de conhecimento de Jesus pela sua onisciência. Zachary King, de origem evangélica, envolveu-se com magia aos 10 anos e seita satânica aos 13. Depois de evoluir no envolvimento na seita, chegou a praticar aborto como ritual de oferenda a Satanás. Diversos santos inocentes ali na assembleia levantaram as suas mãos confirmando serem vítimas desta prática.

Na sequência pediu a palavra uma santinha de origem indiana. Ela lembrou ter sido vítima de aborto motivado pelo que mostra um artigo publicado recentemente, o qual traz um estudo com dados de 1987 a 2016 comprovando que houve abortos seletivos na Índia, pois os pais não queriam ter muitas filhas. Assim, quando já tinham uma ou duas meninas, se ficassem grávidas de mais uma filha optavam pelo aborto, pois preferiam menino. Na época ela ficou muito triste pois queria muito brincar com sua irmãzinha, mas logo que chegou ali no Céu e encontrou com Maria, Jesus e os outros santinhos e santinhas, a tristeza passou rapidinho, disse ela.

Uma santinha brasileira muito impulsiva já começou a falar e, vendo o olhar surpreso de santa Jacinta, pediu desculpas envergonhada e levantou a mão, quando ocorreu uma gargalhada geral na assembleia. Santa Jacinta balançou a cabeça rindo e concedeu a palavra. A brasileira disse que sua mamãe era uma criança também e que não entendia nada do que tinha acontecido. O tio da sua mamãe tinha feito mal para ela e depois ela ficou grávida. A santinha sabia que a mamãe dela estava assustada, mas quando soube que iria ganhar um bebê, queria muito brincar com a sua filhinha, mas umas pessoas vieram e levaram ela para o hospital e a santinha disse que veio parar ali no Céu. A santinha brasileira hoje reza pela sua mamãe para que um dia possam brincar no Céu.

Santo Francisco levantou a mão tomando a palavra para dizer que em sua época não havia tantos abortos provocados assim. Existiam algumas mulheres na vila que davam uns chás para as mulheres, mas nem sempre aquilo funcionava. No entanto, o que está ocorrendo hoje é muito triste. A vontade dos adultos prevalece à vontade do Paizinho do Céu. Hoje se provoca aborto porque a mamãe sofreu um abuso de um homem mau e se mata o bebê como se ele fosse mau como o homem, não se pensa que ele é bom como a mamãe. Ou seja, pune-se o bebê pelo que ele não fez.

Ou se faz o aborto porque o papai e a mamãe estão com problemas financeiros, sendo que as pessoas perderam a fé de que o Papai do Céu providencia o que é necessário. E ainda há aqueles que promovem aborto por perseguição política, como na China, onde está se cometendo aborto em mulheres da etnia uigur, além de esterilizarem-nas, com o intuito de acabarem com aquela etnia e ninguém faz nada. Realmente, em tantos casos o mundo está se mostrando um lugar de egoísmo extremo.

Desta vez levantou a mão um santinho brasileiro chamado Henry, sentado ao lado de duas santinhas chamadas Isabella e Rachel e outros tantos de outras nacionalidades. Henry disse que é muito dolorido quando a criança, já nascida, está no mundo e sofre nas mãos de pessoas adultas. Muitas vezes de pessoas que ele confia, até mesmo papai ou mamãe. Às vezes até sofre ameaças, para não contar para ninguém. É uma tortura que parece não ter fim. Mas também disse que, quando chega ali no Céu, é muito bom receber o amor de Jesus e da Mãezinha Maria.

E assim foram ocorrendo diversos depoimentos. Até que a própria Maria Santíssima entrou na assembleia e todos silenciaram com digno respeito e amor para com aquela sublime Presença. Todos tinham os olhos voltados para a Mãe de Jesus, que resplandecia de amor para com aqueles pequenos, olhos que Francisco e Jacinta bem lembram de muito tempo atrás. E a Maria Santíssima falou:

Meus pequeninos muito amados. É muito bom vê-los sempre. Eu gostaria de pedir a vocês algumas coisas. Primeiramente pedir que continuem rezando. Rezem muito. Primeiro por suas mamães e papais se ainda estão lá no mundo, para que se convertam e que Jesus tenha misericórdia deles. Segundo pelos outros que ainda estão no erro, promovendo o aborto ou fazendo mal às criancinhas, sejam políticos, médicos e outras pessoas da saúde, ou quem quer que seja que promove tanto mal. Por fim, rezem muito por aqueles que estão envolvidos em movimentos provida, tanto nas instituições que defendem os nascituros e suas mamães, como dos políticos que enfrentam a onda da cultura da morte, para que possam continuar esse digno trabalho.

 

 


Decidida ela buscou o aborto, mas não sabia o que estava por vir!

Em seu primeiro atendimento pela Casa Pró Vida Mãe Imaculada,...

Deixe seu comentário