AUMENTA O 4BORT0 SELETIVO NA ESCÓCIA

0 Comentário
108 Visualizações

AUMENTA O 4BORT0 SELETIVO NA ESCÓCIA

Segundo estatísticas do Sistema Público de Saúde da Escócia, entre 2021 e 2022 houve um aumento de 19% nos abortos naquele país. Dos 16.584 casos registrados, 112 vezes houve a justificativa de “condições cromossômicas” e 54 foram justificados pela “espinha bífida”, que é um defeito congênito em que a medula espinhal de um bebê não se desenvolve adequadamente.

A lei do Reino Unido permite o aborto de bebês com a Síndrome de Down até o nascimento, o que não passa de uma absurda “seleção forçada” típica da mente n4zist4, como amplamente constatado na Segunda Guerra Mundial.
Enquanto isso, a Corte de Apelações da Irlanda do Norte rejeitou os apelos para a defesa da vida ao declarar que “crianças não nascidas não fazem parte da comunidade”.

Por outro lado, a sul-africana Mariaan Straus (25) e seu marido Hendrik (26), numa demonstração de amor à vida e à humanidade, rejeitaram a orientação médica de abortar seu filho por má formação: “você está sendo egoísta… o teu filho nunca terá uma vida normal”, afirmou o médico. O casal não aceitou esse absurdo e tiveram o filho, sendo que a mãe disse que ele “é o maior presente que poderíamos ter recebido… eu digo que não há problema em ter uma criança que é diferente do ideal ‘normal’ para a sociedade de hoje”.


A NOTA TÉCNICA DO GOVERNO LULA EM DETALHES: A CRUELDADE QUE VAI ALÉM DA LETRA

A NOTA TÉCNICA DO GOVERNO LULA EM DETALHES: A CRUELDADE...

Deixe seu comentário