Casa Pró-Vida Mãe Imaculada participa da Manifestação Pela Vida

gggg
Foto: Blog da Vida (Sempre Família)

A manifestação pela Vida, que aconteceu no último dia 15 foi organizada pela arquidiocese de Curitiba, em parceria com a Casa Pró-Vida Mãe Imaculada e igrejas evangélicas. O evento ecumênico reuniu milhares de pessoas na capital paranaense pela defesa da vida e sua dignidade desde a concepção, visto toda a discussão trazida pelo Supremo Tribunal Federal, nas audiências públicas no início do mês de agosto.

“A Casa Pró-Vida Mão Imaculada não se preocupa apenas com o bebê, mas com a mulher. Embora eu seja evangélica, a Casa me acolheu muito bem e me deu todo o suporte que eu precisava. Aos que pensam em abortar eu digo: embora algumas pessoas digam a você que ter filhos é algo negativo, não acredite… ter filhos é maravilhoso. Hoje, olho para meu filho e vejo o quanto valeu dar meu Sim à Vida. Todos nós aqui nos importamos com as duas vidas, da mulher e do bebê”, enfatiza Priscila Cirqueira, a jovem foi a primeira mulher em risco de fazer o aborto a ser atendida pela Casa Pró-Vida Mãe Imaculada, contou sua história durante a manifestação.

O evento contou com a exposição e fala de pastores evangélicos, depoimentos de mães, profissionais da saúde, do direito e líderes da Igreja Católica, e a participação de milhares de pessoas reunidas na praça Nossa Senhora de Salete, no Centro Cívico de Curitiba. “Nós como cristãos, precisamos de uma maneira mais efetiva e atuante aquilo que nós acreditamos e se juntando isso se torna mais forte”, comenta Marcelo Barbosa, manifestante e líder da Comunidade Cristã AME.

20180915_142745

Milena Galvan, 18 anos, colocou a importância da participação dos jovens nas manifestações em defesa da vida, pois as mulheres jovens são as mais afetadas em relação ao aborto, que além da morte da criança na sua fase intrauterina é uma ameaça a vida da mulher, diante as consequências físicas, psicológicas e emocionais que o aborto traz. “É muito importante nossa participação, para mostrar que o jovem também é forte. É um grande vínculo que a Igreja pode ter com essas meninas”, destaca Milena.

20180915_145355

O diretor da Casa Pró-Vida  e a coordenadora, Jane Maria de Andrade estiveram presente nas reuniões e planejamento do evento, sendo a defesa da vida o centro dos trabalhos da instituição, uma manifestação como essa demonstra que a mesma não é um trabalho restrito à Casa, mas um trabalho de todos em favor da dignidade humana.

*Em breve, galeria de fotos

Texto: Marcia Elizandra Faustino

Deixe seu comentário

*