A DECISÃO NO SILÊNCIO

1 Comentário
167 Visualizações

A DECISÃO NO SILÊNCIO

“Todos nós carregamos, em nossa constituição pessoal, uma faixa de solidão, na qual e pela qual, somos diferentes dos outros. Até essa solidão ninguém chega. Nos momentos decisivos estamos sós”, afirma o frei Inácio Larrañaga, em seu livro O Silêncio de Maria. E continua.
“Se você sofre um enorme desgosto ou fracasso, virão certamente seus amigos e irmãos que o confortarão e o animarão. Quando eles forem embora, você ficará carregando sozinho… Ninguém – a não ser Deus – pode partilhar esse peso. Os seres humanos podem ‘estar conosco’ até um certo nível de profundidade. Mas nas profundidades mais definitivas, estamos absolutamente sós. ”
“Repito: nos momentos decisivos, estamos sozinhos. Qualquer um de nós… experimenta que o peso da responsabilidade é, sempre, o peso da solidão… que por trás do silêncio respira Deus, e que, por trás das montanhas, vem chegando a aurora”.
O frei Larrañaga nos esclarece de forma clara a respeito do peso que recai sobre as pessoas no momento de uma decisão em relação a algo de grande importância. Peso este gerado pela responsabilidade ante as consequências da decisão, a qual, no fim das contas, se toma sozinho; por mais apoio e orientação que a pessoa possa ter, o sim ou o não é somente seu.
O que é bonito neste texto é que o frei Larrañaga nos revela, através de uma singela frase, uma riqueza impressionante que não pode passar desapercebida: “por trás do silêncio respira Deus”!!! Que maravilha. Podemos dizer que é Deus “emponderando” (para usar um termo atual) a pessoa através da sua fé.
E foi a fé que levou Maria a dizer o seu sim ao tremendo desafio de ser a Mãe do Salvador, sendo ela apenas uma adolescente num mundo em que a gravidez fora do casamento era algo muito mais grave do que hoje. E foi a fé que fez José superar os preconceitos e dizer também o seu sim acolhendo a Mãe do Salvador.
E tem sido a fé que leva a tantas bravas mulheres a acolherem a sua gravidez, apesar de tantas e tantas situações que vivenciam, situações estas que poderiam tornar o 4bort0 o caminho mais fácil.
Por trás do silêncio Deus respira! No silêncio da decisão final, a mulher não está sozinha, tem um poderoso Companheiro que estará junto a ela, Aquele mesmo que há alguns milênios assumiu a humanidade no ventre de uma jovem virgem, e a protegeu em todos os instantes da difícil jornada até o nascimento.
Oh Deus, ilumina e abençoa as mulheres que neste momento de decisão solitária ainda estejam em dúvida sobre a gravidez, dando-lhes a certeza de que o sim é a resposta conforme a Vossa Vontade.

Pedro Brandt – Núcleo de Estudos e Formação da Casa Pró Vida, Mãe Imaculada


11 Falácias contra o Projeto de Lei 1904/2024

Após votação em tempo recorde, de 23 segundos, que aprovou...

Conheça o método de Planejamento Natural da Família e a atuação do Cenplaflam

Resumo: O método Billings é o método indicado pela Igreja...

Deixe seu comentário