Boa notícia: nova frente parlamentar une senadores e deputados para defesa da vida

0 Comentário
618 Visualizações

No último dia 14 de novembro, no salão nobre da Câmara dos Deputados, ocorreu o lançamento da Frente Parlamentar Mista Contra o Aborto e em Defesa da Vida, a qual diversamente da já estabelecida Frente Parlamentar em Defesa da Vida e da Família, pretende unir deputados e senadores em torno de ações que visam à proteção da vida humana, desde a concepção até a morte natural, através da articulação contra os projetos que a ameaçam. Além disso, pretende-se de um modo pró-ativo, fazer avançar a cultura da vida no país, garantindo a aplicação plena do direito constitucional à vida conforme artigo 5 da Constituição Federal.

Preside a Frente Parlamentar a deputada federal do Rio de Janeiro, Chris Tonietto (PSL) tendo como vice-presidente o deputado paranaense Felipe Barros (PSL). Participam desta Frente 18 parlamentares paranaenses a saber: Aliel Machado (PSB), Aline Sleutjes (PSL), Aroldo Martins (Republicanos), Boca Aberta (PROS), Christiane de Souza Yared (PL), Diego Garcia (PODE), Felipe Francischini (PSL), Luisa Canziani (PTB), Luiz Nishimori (PL), Luizão Goulart (REPUBLICANOS), Paulo Eduardo Martins (PSC), Pedro Lupion (DEM), Reinold Stephanes Junior (PSD), Ricardo Barros (PP), Evandro Roman (PSD), Sargento Fahur (PSD), Schiavinatto (PP), Vermelho (PSD). Nenhum dos 3 senadores paranaenses estão presentes na lista da Frente Mista.

A excelente iniciativa deve ser aplaudida e acompanhada pela sociedade civil, tendo em vista sobretudo as recentes ameaças à vida humana desde a sua concepção até a sua morte natural, muitas vezes levadas à cabo por interesses que superam as organizações nacionais, e que avançam com recursos oriundos de grandes corporações financeiras internacionais, propondo através dos meios de comunicação ou pelos institutos de educação formal (escolas em geral) uma mudança cultural que desvaloriza a vida humana.

Durante os últimos anos, inúmeras ameaças legislativas, as quais entraram de forma sorrateira e ardilosa no Congresso Nacional. Vide a famigerada lei Cavalo de Tróia (Lei 12.845/2013), que através do uso de eufemismos inseridos propositadamente no texto desta lei, abriu brechas para que o aborto seja realizado através do sistema público de saúde, apesar de toda a resistência do povo brasileiro que ainda é majoritariamente contrário a tal prática.

Segue agora como grande desafio para a Frente Mista, o combate ao ativismo judicial, que pretende implantar o aborto legal no país a partir de interpretações subjetivas por parte da Suprema Corte, a mesma que nos últimos meses vem literalmente “rasgando” a Constituição Federal em nome dos interesses particulares dos juízes daquele colegiado, os quais não concorreram a cargos eletivos, e portanto, não podem mudar as leis, pois não são representantes legítimos do povo.

É preciso ficar atento aos trabalhos que serão desenvolvidos por este nova Frente Parlamentar que vem reforçar as ações legislativas em defesa da vida humana. Que os parlamentares recebam nosso apoio e orações neste novo desafio.

 

Juliano Antonio Rodrigues Padilha – Economista, especializado em Finanças e Orçamento Público – Coordenador do Núcleo de Estudo e Formação da Casa Pró Vida Mãe Imaculada


LUTA INCANSÁVEL NA ONU

No dia 23 de abril a Comissão da ONU sobre...

Enem e Gênero Neutro: a nova estratégia de uma agenda a se impor

Em tempos idos, quando a Educação brasileira estava totalmente aparelhada...

Deixe seu comentário