DEPUTADO ARGENTINO DEFENDE CONTROLE DE NATALIDADE PARA SUPERAR CAOS ECONÔMICO

1 Comentário
203 Visualizações

As notícias são abundantes em demonstrar o caos social e econômico em que vive a nossa vizinha Argentina, sob a administração do comunista Alberto Fernandez. O desespero tem levado a população até mesmo a desenterrar carnes de frango apodrecidas e saquear caminhões com cargas vivas para a matar a fome. Não bastassem tantas desgraças, o deputado José Luis Espert, propôs a velha e batida estratégia usada pelas fundações internacionais para “acabar” de vez com a pobreza na infeliz República Argentina: controle firme sobre a natalidade.
Com um alarmismo populacional e um eugenismo que fazem inveja a figuras como Hugh Moore ou Maragaret Sanger, o deputado chegou a até mesmo a culpar os benefícios sociais oferecidos através do Governo Federal, pelo crescimento no número de filhos entre os mais pobres, e defende inclusive, que o benefício possa se restringir às famílias com dois filhos e nenhum mais. De acordo com o parlamentar, se o controle não for realizado de forma dura desde agora, logo a Argentina se tornará uma grande favela.
Já afirmara São Paulo VI, na encíclica Humanae Vitae, que a questão que as autoridades não tem direito de impor restrições de natalidade para um resultado rápido e imediato na busca de soluções para o problema da pobreza. As falas como as do deputado, não passam de um flagrante de autoritarismo que tem como objetivo apenas tentar esconder a sua incompetência e dos seus asseclas, diante do problema da pobreza e assim, carregar o fardo dos mais pobres e fracos que são os mais ameaçados com as ideologias nefastas.


O INSTITUTO DE MANIPULAÇÃO PSICOLÓGICA

O INSTITUTO DE MANIPULAÇÃO PSICOLÓGICA ou como formar escravos “Uma...

O INSTITUTO DE MANIPULAÇÃO PSICOLÓGICA

O INSTITUTO DE MANIPULAÇÃO PSICOLÓGICA ou como formar escravos “Uma...

Deixe seu comentário