Uma batalha sem fim, mas vale à pena

0 Comentário
7 Visualizações

Recentemente houve uma vitória próvida nos EUA, quando a Suprema Corte daquele país reverteu a antiga decisão que era favorável ao ab0rt0 – caso Roe x Wade – em vigor desde os anos 1970. Naquela nova decisão os juízes, conscientes em relação ao direito à vida, entenderam não ser o ab0rt0 um direito constitucional.

Mas as hostes do mal não se cansam e sempre procuram novas vias para 4ss4ssin4r vidas de indefesos, numa sede de s4ngu3 que só tem par em antigas sociedades bárbaras. Acontece que em 15 de julho deste ano a Câmara dos Representantes aprovou a Lei de Proteção da Saúde da Mulher, lei esta que vai mais longe que a decisão do caso Roe x Wade, tentando inclusive bloquear as restrições ao aborto dos estados.

Diversos congressistas republicanos tentaram convencer seus pares sobre o absurdo dessa decisão. “Nós temos que parar com esta mentira de que ab0rt0 é preocupação com saúde” afirmou a congressista Kat Cammack. A lei que passou nessa instância com votação de 219-210, segue para o Senado, onde deve ser aprovada. Trata-se de mais um esforço de governo do falso católico Joe Biden que, após a reversão do Caso Roe x Wade, recrudesceu seus esforços na legalização da m0rte de bebês.


Valorizar o que importa

Eu fiz uma cirurgia no ombro que me obriga usar...

A POLÊMICA DO “TRISAL”: HÁ JUSTIFICATIVA PLAUSÍVEL PARA O “POLIAMOR”?

O Ocidente está enfrentando um período de transição sem precedentes...

Deixe seu comentário