O aumento do consumo da pornografia infantil durante a Pandemia!

0 Comentário
498 Visualizações

Uma triste e lamentável estatística, que vem se juntar às mesmas que confirmam diariamente o crescimento do número de mortos pelo novo Coronavírus, é o aumento da procura por serviços de pornografia (inclusive infantil), bem como a recorrência ao uso dos chamados “brinquedos” sexuais durante a pandemia.

O isolamento social, como medida paliativa com vistas à contenção do crescimento do número de novos casos de Covid 19 vem provocando uma série de mudanças nos hábitos da população mundial. Muitos não são capazes de lidar com o confinamento parcial, sofrendo conseqüências psicológicas terríveis diante do medo. Por outro lado, chama a atenção especialmente o crescimento significativo de hábitos relacionados à sexualidade depravada e até, criminosa.

O Co-fundador da SexDoll Genie, empresa que fabrica bonecas sexuais, diz que durante a pandemia houve um aumento expressivo na procura pelos seus produtos, tanto por homens quanto por mulheres. Afirmou ainda, que ainda este ano, diante da demanda, pretende colocar à venda bonecas sexuais com batimentos cardíacos e respiração [1].

O consumo de pornografia também cresceu consideravelmente durante a o período, conforme aponta uma das maiores plataformas que fornecem o serviço online, que desde o início da pandemia, ofereceu acesso gratuito por 30 dias na “expectativa” de que as pessoas permaneçam em casa. Segundo informações, os acessos cresceram mais de 15% desde a oferta grátis. De acordo com o Psicólogo Joshua B. Grubbs: “As pessoas que se sentem sozinhas ou deprimidas geralmente relatam maior desejo de procurar pornografia; muitas pessoas relatam usá-la para lidar com sentimentos de estresse, ansiedade ou emoções negativas”, além disso, ressalta o mesmo psicólogo que um dos fatores de crescimento de acessos à sites pornográficos é o tédio, que acaba sendo um gatilho para o consumo [2].

Outro fato relevante e que revela uma estatística bastante alarmante, é o aumento da atividade de pedófilos durante o período de isolamento, em função da crescente procura por pornografia infantil. Entre os dias 17 e 24 de março, registraram-se 17 mil downloads relacionados à pornografia infantil, na semana seguinte, de 24 a 31 de março o número de downloads foi de 21 mil, ou seja, um crescimento de 25% [3]. É importante ressaltar que o aumento da demanda, se dá em função de um aumento da oferta de novos vídeos postados frequentemente.

Não é possível confirmar com certeza se o crescimento nos hábitos sexuais depravados e criminosos tem relação com o confinamento, no entanto, não poucas vezes muitos escritores espirituais da Igreja ressaltaram a relação entre a ociosidade, intemperança no consumo de alimentos (gula) e sexualidade decadente.

Num mundo consumista e carregado de propagandas que procuram captar a atenção pelos sentidos, no qual, são todos são educados, desde a mais tenra idade nos hábitos sexuais, em nome dos chamados “direitos sexuais e reprodutivos”, e submersos numa sociedade que lucra cada vez mais com a destruição da família e do hábito sexual sadio, ordenado à formação da família e educação dos filhos, conforme se depreende na própria natureza ontológica da questão sexual, não seria de admirar a falta de capacidade da sociedade em lidar com seus sentimentos desordenados e passasse a selvagerias cada vez maiores como estas a que assistimos.

Não faltam neste momento aqueles que acusam os cristãos de “puritanos” e “retrógrados” por defender a sexualidade ordenada, mas o que se vê, é uma decadência cada vez mais gritante, pois tal como o álcool e outros entorpecentes, o vício se aprofunda de modo que o consumidor passa a requerer produtos diferentes e cada vez mais intensos. A base de tudo está na destruição da sexualidade, planejada e fomentada desde a revolução sexual na década de 1960 e que hoje desemboca em atos criminosos, muitas vezes, tratados como “comportamentos excêntricos” por muitos pseudo-especialistas. Que estejamos sempre atentos!

1. https://www.mirror.co.uk/…/lifelike-sex-robots-have-heartbe…
2.https://www.tecmundo.com.br/…/152104-consumo-pornografia-au…
3.https://epoca.globo.com/…/coronavirus-dramatico-aumento-da-…

Juliano Antonio Rodrigues Padilha – Economista com Especialização em Finanças e Orçamento Público – Coordenador do Núcleo de Estudo e Formação da Casa Pró Vida Mãe Imaculada


Mais um triste efeito da pandemia

O coronavírus causou, além das vidas tolhidas e do caos...

Vacina covid-19: graves implicações éticas

A vacina contra o coronavírus produzida pela Universidade de Oxford...

Deixe seu comentário